segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

ANO NOVO ADIANTADO

Já que vou viajar amanhã achei melhor dizer hoje:

Boa sorte nos jogos ano que vem, desejo a todos vitórias no multiplayer e recordes no singleplayer.

Vocês não achavam que eu ia dizer algo normal, não é?

domingo, 29 de dezembro de 2013

BATTLEFIELD 4 - REVIEW

Já que fiz um review do CoD: Ghosts, me sinto obrigado a fazer esse:


SINGLEPLAYER

Bem... nunca foi o forte da série... na verdade esse singleplayer chega a ser mais ridículo que o do CoD por ser extremamente curto, a história ser chata e nenhum dos personagens ser memorável... além de que os itens secretos são tão secretos que eles se camuflam pelo mapa e você precisa muitas vezes ir a distâncias consideráveis para o lado oposto de onde a missão te comanda a ir para encontra-los. Se bem que o Ghosts quase não escondia os itens...

Em poucas palavras ambos FPSs desse ano me decepcionaram muito na questão singleplayer.

MULTIPLAYER

Sendo sincero... é uma expansão super-desenvolvida do BF3.

Não tem praticamente nenhuma modificação, eu vou repetir o que disse sobre o multiplayer do CoD: Ghosts: "Novas mecânicas, armas, mapas, mimimimimimi, blábláblábláblábláblá, nada que me surpreendeu".

MODO EXTRA

Epa... ele não tem...

Se bem que se eu fosse comparar com o Extinction do CoD eu fico feliz que o BF4 não tem modo extra...

sábado, 21 de dezembro de 2013

CALL OF DUTY: GHOSTS - REVIEW

Desculpa a demora, agora que estou em férias (na verdade estou a mais de duas semanas, mas ignorem isso) irei postar mais regularmente.


SINGLEPLAYER

Achei um dos piores da série, se você não quiser spoilers vá para o tópico de multiplayer, pois não me importo em falar da história em prol da critica, e o tipo ruim de critica...

Para começar, nós vamos lutar no espaço, não que isso seja ruim, mas em um ponto em que a série já se tornou fantasiosa demais a primeira missão ser uma batalha em um satélite passa dos limites, e você luta no espaço novamente em outro ponto da trama. Gostei da lenda dos agentes Ghosts, mas foi uma mera cutscene, um pequeno vídeo mostrando isso, ao invés de ser de fato uma missão, que acredito que seria uma das melhores se bem feita. SPOILER ENORME: na missão final você enfrenta o vilão principal (isso já até virou tradição nos CoDs) e atira com um revólver em seu peito e deixa ele para se afogar... e ele volta como se nada tivesse acontecido e te arrasta como se fosse um boneco... daí a história acaba... percebem o quão surreal é isso não?

As armas parecem de brinquedo por dois motivos principais: o primeiro é que quase nem tem sangue nesse jogo, não que seja uma coisa necessária no mundo dos video-games, mas um jogo de tiro com gráficos modernos sem sangue é estranho, principalmente se você lembrar que todos os outros CoDs tinham, o Black Ops tinha até desmembramentos e aqui não tem quase nada... o segundo ponto é que as armas não são realistas, o som e a forma que agem dão a impressão que são muito mais fracas. Em um comentário extra a maior parte das animações são recicladas, sem apresentar nada de novo...

As missões se tornaram genéricas, simplesmente viraram algo que eu compararia com a campanha do Battlefield, ela é chata, muito chata. Houve um ponto que eu queria que acabasse de uma vez, só pra ver o final (decepcionante e surreal como havia comentado antes), e as missões nem eram emocionantes. Exageradas, mas nem um pouco épicas.

De todas as campanhas coletivas da série Call of Duty, essa foi a que mais me decepcionou... eu nem gostei daquele cachorro, não fazia nada que não pudesse ser feito por outros protagonistas dos jogos passados. Só pra comentar os protagonistas, não, os personagens em geral não são memoráveis, eles não tinham metade da personalidade dos outros dos jogos passados.
MULTIPLAYER

Novas mecânicas, armas, mapas, perks, mimimimimimi, bláblábláblábláblá, nada que me surpreendeu. Sempre estive do lado da série em discussões do tipo CoD X BF, mas sério... nada de original (não que BF tem algo original além do sistema de destruição), nada que pudesse ser revolucionário e aumentar de fato a qualidade do jogo.

EXTINCTION

Uma tentativa falha e medíocre de copiar o modo zumbi, PRONTO EU FALEI.

sábado, 30 de novembro de 2013

ESSE VÍDEO


Sei que nunca postei nada sobre League of Legends, mas com a nova temporada chegando pretendo faze-lo.

Por enquanto, só assistam esse vídeo:

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

POKÉMON - DARK TYPE

Oi galera.


OFENSIVA
Os ataques tipo trevas normalmente tem um efeito extra, como diminuir a defesa, sempre ter 100% de acertar ou ter uma chance maior de um acerto crítico. Eles são fortes, porém contam muito com esses efeitos especiais para liberar seu verdadeiro potencial. São extremamente fortes contra pokémons psíquicos, pois causam grande quantidade de dano E são imunes aos seus ataques.

DEFENSIVA
Seu ponto forte é o ataque, tendo uma defesa baixa em comparação aos outros tipos, com algumas exceções. Seria melhor atacar antes e tentar levar o pokémon inimigo nesse único ataque, pois as chances de se sobreviver a um ataque oponente são poucas. Se puder, tente usar movimentos como Thief (rouba o item inimigo) e Snatch (que rouba qualquer status positivo que o oponente usou em si mesmo) para ter melhores chances. 

ESTRATÉGIA
Basicamente, tente usar seus efeitos especiais ao máximo. Se não for possível derrotar o inimigo em um ataque não tenha medo de trocar de pokémon no meio da batalha, ou até sacrificar o pokémon tipo trevas em um movimento suicida que pelo menos cause algum dano ou um dano negativo no oponente.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

POKÉMON X&Y - REVIEW

Que saudades, fazia tempo que não postava nada...


Bem, posso seguramente dizer que esse é o jogo com a maior variedade de pokémons selvagens por área, tendo de diversas gerações e tipos diferentes. Variações nas próprias rotas são comuns, certos pokémons que aparecem na grama alta podem não aparecer nas flores amarelas, por exemplo.

As novas evoluções Mega são na verdade bem balanceadas, acho injusto como o Blaziken, inicial de fogo da terceira geração, tem enquanto Sceptile e Swampert, iniciais de grama e água, também da terceira, não tem suas evoluções extras, ou o fato do Charlizard ser o único com duas diferentes. Acredito que no futuro eles vão ganhar, e que as que existem no jogo são uma mera demonstração sobre o que ainda está por vir.

A Team Flare é interessante, porém não é um grupo antagônico tão grande e memorável como o Team Plasma. É estranho como o protagonista reage a eles, enquanto em outros jogos o foco, assim que encontrasse um membro inimigo, seria impedi-los de fazer algo, normalmente com uma batalha... nesse caso isso não acontece... você literalmente encontra membros deles em cidades e não os ataca como no passado, e não é como se você não tivesse nenhuma razão para faze-lo. Após encontra-los múltiplas vezes pelo menos algo deveria ser óbvio, eles são DO MAL... mas estranhamente existem casos em que a batalha não é automática...

A história é mais misteriosa que nos jogos passados, mas novamente tem um pequeno detalhe... o personagem principal parece ignora-los. Não sei se é pelo fato do personagem sempre estar sorrindo, mas parece que ele não presta atenção em NADA, nem no fato de um homem de 3 METROS DE ALTURA ter acabado de falar sobre algo claramente importante (não vou dar spoilers, mas é óbvio) e o personagem ter ficado parado... refletindo sobre a vida... pensando em algo como "gosto de cookies"...

Me impressionei com os gráficos, sinceramente nunca imaginei que seriam como esses. Eles são perfeitos, e eu facilmente os compararia aos consoles de mesa, mas claro, eles não chegam a ser perfeitos. Os pixels existem... porém são quase imperceptíveis, tenho quase certeza que em jogos futuros eles nem irão mais existir.

Sobre as roupas, achei muito legal. O triste é que existem poucas opções, mas acho que é o mesmo caso das evoluções Mega, isso não passa de um teste, os programadores estão ganhando mais experiencia para que, no futuro, possam trazer muito mais opções para os jogadores.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

THIS IS HALLOWEEN

This is halloween, this is halloween...


Bom pesadelos...

"Eu tive sonhos e tive pesadelos, mas eu conquistei meus pesadelos por causa dos meus sonhos"
Jonas Salk

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

GTA V - MULTIPLAYER

GTA Online foi disponibilizado no inicio desse mês, e agora trarei a vocês uma pequena análise:


É muito similar ao singleplayer, na verdade, é quase igual.

Mas com uma grande diferença, a de você poder jogar com várias outras pessoas em diversos modos. Desde missões básicas até mata-matas e corridas, você pode enfrentar, ou se aliar, com outros jogadores.

O multiplayer tem uma característica predominante, a necessidade de dinheiro. Sem ele você não tem nada, você não tem a capacidade de fazer qualquer coisa, então tente ter o mínimo de cuidado.

Se você tiver mais de 5 mil esse dinheiro pode ser roubado, porém uma dica simples é por todo ele no banco, que você pode utilizar ao ir em caixas eletrônicos ou pelo celular.

No online é possível não apenas comprar carros, mas também apartamentos, roupas e várias armas que são liberadas ao alcançar um certo nível.

Você pode cometer crimes menores como roubar lojinhas, ou tentar roubar um banco para conseguir muito dinheiro, mas tenha cuidado, falhar tem um alto preço.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PROPAGANDA

Quando uma empresa precisa divulgar um produto, a forma é extremamente importante. A Riot, dona de League of Legends, conseguiu criar o que eu considero uma das melhores propagandas para sua nova personagem: Jinx.


O vídeo musical que demostra a personalidade da nova personagem ficou perfeito, além de demostrar suas habilidades e mostrar parte de sua história... que basicamente se limita a ela ter acesso a armas poderosas e adorar destruir coisas.

"Veja, estou abrindo a caixa de quanto me importo. Olhe, está vazia!"
Jinx

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

POKÉMON - DRAGON TYPE

Olá.


OFENSIVA
Esses pokémons são extremamente fortes em termos de ataque, podendo eliminar a maior parte dos inimigos sozinhos. É comum vê-los em times exatamente por isso, eles podem derrotar a maior parte de seus oponentes mesmo estando sozinhos, e tem poucas fraquezas, sendo raras as ocasiões em que eles possam ter dificuldade.

DEFENSIVA
Outro ponto forte, eles só tem fraqueza a si mesmos e a pokémons tipo gelo, sendo o segundo caso uma das formas de derrotar um dragão, porém existem poucos tipo gelo que conseguem de fato mudar o curso de uma batalha, na maioria das vezes eles acabam por não conseguir fazer nada. Na sexta geração eles ganharam um novo inimigo, o tipo fada, que é não apenas imune a seus ataques mas também super efetivo contra dragões.

ESTRATÉGIA
Bem, eles podem facilmente derrotar a maioria de seus inimigos sozinhos, então acho que não são necessárias muitas dicas. Apenas preste atenção, seu inimigo pode estar preparando uma armadilha, algo que pode virar o jogo, e sua confiança pode leva-lo a derrota.

"Sempre fale educadamente com um dragão furioso"
Steven Brust

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

GTA V - SINGLEPLAYER REVIEW

Ok, isso vai se tornar um longo review, mas vou tentar me manter objetivo.


Me mantendo objetivo: o jogo vale cada centavo.

Ele traz honra para o universo dos video-games, pela sua qualidade nas mecânicas e nas críticas sociais e políticas. Se for necessária qualquer comparação, eu diria que ele é um Saints Row mais sério, mais brutal e realista.

Todo jogo tem suas falhas e GTA V não é exceção, porém elas são tão poucas e nenhuma tem um real impacto no resto do jogo.

A Rockstar fez uma bela jogada ao colocar 3 personagens em uma única história, foi arriscada mas muito bem executada. O combate ficou mais fluido, e agora você não precisa ser um exército de um homem só que carrega todos os outros nas costas, pois você tem outros dois aliados que realmente sabem atirar para te ajudar.

Falando nos personagens, cada um tem sua própria história, seus objetivos e personalidade. Até mesmo personagens secundários agem de maneira unica, como qualquer pessoa agiria, em diferentes situações.

Quando você enfrenta inimigos, é possível perceber que cada grupo usa estratégias únicas, como gangues que não tem muita coordenação nem comunicação e militares que se posicionam de maneira correta e sempre tentam proteger seus aliados.

A física do jogo em relação aos veículos é algo que eu esperava mais, os carros parecem ser feitos de papel em algumas ocasiões, e podem muito bem sair voando se acertados em eu ponto específico por outro automóvel. O helicóptero na minha opinião é quase impossível de se manter estável, além de ter uma câmera que se mexe a cada mínimo movimento te confundindo. E por último os aviões decolam muito facilmente, com menos de 1/4 da pista de decolagem sendo usada em muitos casos.

Outro problema é o Chop, que só pode ser treinado a partir de um aplicativo para iPhone, basicamente quem não tem ele (tipo eu) fica com aquele cachorro inútil defecando em casa. Eu queria que a Rockstar não tivesse feito esse movimento, sei que era para aumentar a interação com o jogo mesmo com a pessoa fora de casa, mas pelo menos eles poderiam ter habilitado um modo de treino, nem que fosse mais difícil, para o jogo em si.

A história é longa e tem várias missões secundárias. Um dos problemas das missões principais são os desafios, que só aparecem para o jogador DEPOIS que ele completou a missão, acredito que a ideia era para o jogador repetir as missões para tentar fazer elas de maneira mais perfeita, porém isso se tornou mais um trabalho extra do que uma diversão.

Sobre as armas, elas tem uma grande variedade, e pela primeira vez é possível carregar cada uma delas, mesmo que sejam do mesmo tipo, ao mesmo tempo. Você pode ter simultaneamente uma enorme gama de armas, entretanto também achei outro problema nisso, vou tentar dar um exemplo: você tem a Minigun selecionada, ela é da mesma categoria da RPG, sendo que a mesma é numerada antes da Minigun, e você troca de personagem, no momento em que você voltar devido ao fato da RPG vir antes da Minigun você terá ela equipada e não sua arma original, te forçando a trocar de arma.

Eu gostei de como os itens colecionáveis estão distribuídos pelo mapa. Eles são em grande número, mas a região em que estão distribuídos também é grande, impedindo que eles ficassem acumulados, admito que não achei nenhum até terminar a história principal, eles estão muito bem escondidos.

Apesar de ter uma grande variedade de animais não há muita razão para caça-los, no Red Dead Redemption chegava a ser divertido caçar mesmo sem necessidade, apenas por diversão, o GTA V não conseguiu recriar essa emoção. Além disso no RDR você podia pegar a pele, couro, carne e afins e vender, isso não existe nesse jogo...

Praticar os múltiplos esportes é realmente divertido, já que você nunca é forçado a fazer nenhum deles e mesmo se quiser faze-los existem diversos. Tênis, triatlo, queda-livre e até yoga estão disponíveis.

O jogo não tem nenhum sistema de relacionamento, não que nos outros jogos fosse tão evoluído, mas é algo que eu sinto falta. Você só pode chamar os personagens principais para se encontrarem, nunca secundários, no GTA IV você podia chamar os amigos para lanchar ou passear de helicóptero, e isso também servia para aprender mais sobre a vida deles, realmente achei que o GTA V iria ter isso também.

Só ressaltando, é um jogo que vale muito a pena comprar, podia ser melhor em alguns pontos, mas vale a pena.

"Alguma coisa? Que coisa? Eu adoro coisas! Eu sou o rei de todas as coisas"
Trevor

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

GRAND THEFT AUTO V - INCOMING

Ele está perto... tão perto...

Dia 19/9/13 ele será lançado... horas de jogo emocionante estão se aproximando cada vez mais...

"Em algum lugar, alguma coisa está esperando para ser descoberta"
Carl Sagan

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

SAINTS ROW 4 - REVIEW

Olá pessoas!!!


Pensei em fazer um review completo do Saints Row 4, mas percebi que apenas listando seus itens mais importantes já seria o suficiente.

O negócio do Saints Row 4 é que... é parecido com o Deadpool. Bom e muito engraçado, não chega a ser ÉPICO porém é muito divertido.

Entretanto esse jogo se diferencia do SR3 por ser de certa forma mais inteligente, se mantem com elementos de comédia mas mostra que é capaz de fazer algo inteligente. Seu enredo é muito bem desenvolvido, e com piadas mais maduras do que seu antecessor.

Não me entendam mal, o jogo é feito de comédia. As piadas ficaram melhores por pararem de ser tão infantis e evoluírem para referências diretas a séries e jogos.

O jogo em si teve diversas melhorias, apesar de continuar o mesmo ele tem uma nova gama de modificações para seu personagem, carros e armas.

O ponto que mais vale a pena destacar é o uso de super-poderes, que estão disponíveis logo na primeira hora do jogo. Você pode melhora-los e até ganhar novos, e eles se tornam um recurso valioso enquanto você enfrenta hordas inteiras de alienígenas.

Mas acredito que vale acrescentar uma coisa: as missões continuam épicas, nem todas são tão emocionantes, mas muitas são incrivelmente divertidas.

Várias novas armas, veículos e roupas permite que o jogo se diferencie do seu antecessor, mesmo que ambos sejam muito parecidos (a maior parte do mapa é reutilizada).

E antes que eu me esqueça, existem várias missões que misturam elementos de arcade, parecendo jogos clássicos, as missões comuns. Essas foram minhas preferidas.

"Nos olhos de um psicopata, ele é normal. Você se acha normal, mas os outros podem não pensar o mesmo"
Pedro Henrique Bodanese Toledo

sábado, 17 de agosto de 2013

POKÉMON THE ORIGINS

O NOVO ANIME DO POKÉMON!!!!!!!!!!!!!!!!

Ele será separado do anime principal, e trará a história de Red (o Ash original e muito mais badass). Será lançado no dia 2 de outubro.


Eu quero...

"E depois de muito tempo, a série de anime do Pokémon terá um protagonista merecedor de sua posição... Red"
Eu

terça-feira, 13 de agosto de 2013

POKÉMON - PSYCHIC TYPE

Boa noite/dia/tarde/madrugada/apocalipse.


OFENSIVA
No ataque os tipos psíquicos só não causarão contra si mesmo, tipo metal e trevas (sendo esse imune). Os Pokémons psíquicos são ótimos por estarem prontos para quase tudo, e podem servir como eliminadores pois são extremamente fortes quando lutam 1 contra 1. Desde a Geração I eles são considerados pokémons extremamente fortes, ter um no seu time é quase uma necessidade.

DEFENSIVA
Apesar de ter um grande poder de ataque sua defesa é geralmente baixa, com algumas poucas exceções você provavelmente terá um Pokémon que se assemelha a um canhão de vidro (grande força, pouca resistência). Porém eles podem sobreviver certo tempo, e durante esse período é simples derrotar mais que um inimigo.

ESTRATÉGIA
Use seus Pokémon de forma ofensiva, é possível que seja necessário ter algum movimento que aumente sua velocidade para assim atacar antes, mas não é uma prioridade. Não tenha medo de atacar e tente causar o maior dano possível em cada ataque, fora isso, tente não ser derrotado antes de ter a chance de atacar.

"Eu realmente acredito que nós temos trevas em nossas almas. Raiva, medo, tristeza. Eu não acredito que seja algo exclusivo para pessoas reprimidas. Eu acho que isso existe e faz parte da condição humana. Eu acho que durante nossa vida nós encontramos maneiras de lidar com isso"
Kevin Bacon

domingo, 4 de agosto de 2013

RED DEAD REDEMPTION 2

Apenas uma notícia rápida:

Red Dead Redemption 2 foi confirmado!!!!!!!!!!!!!!


É isso, só estava expressando minha felicidade...

sexta-feira, 26 de julho de 2013

MASSACRE DO PLAY 4

Sei que essa notícia não traz nada novo, mas...

Vitória na guerra dos consoles, Xbox 1 pode até ter voltado atrás com algumas de suas propostas, mas foi tarde demais...


E o Wii U fica no canto... dominando asiáticos e gamers casuais junto com o 3DS. A Nintendo domina no oriente...

"Nintendo no oriente, Sony ocidente... e a Microsoft se fodeu..."
Pedro Henrique Bodanese Toledo

sexta-feira, 19 de julho de 2013

POKÉMON - GRASS TYPE

Olá pessoas que visitam meu blog.


OFENSIVA
Na verdade é bem simples: ele não serve para praticamente nada... no máximo você pode envenenar alguém. A maioria dos ataques fortes do tipo grama tem efeito negativo... e apesar de um ataque e velocidade altos eles quase não causam dano...

DEFENSIVA
Basicamente você só vai se regenerar... talvez com uma defesa boa consiga sobreviver a alguns ataques... sinceramente não gosto deste tipo...

ESTRATÉGIA
Na minha opinião pessoal: não vale a pena ter um tipo grama no time...

"Minhas plantas falsas morreram porque eu não fingi rega-las"
Mitch Hedberg

domingo, 14 de julho de 2013

DEADPOOL - REVIEW

Olá meus minions :)


Poderia falar muito sobre esse jogo... mas não vou...

  • A qualidade gráfica é baixa;
  • Não tem nenhuma música épica;
  • Porém a dublagem é umas das melhores que já vi;
  • O Deadpool do jogo age exatamente igual ao original dos quadrinhos (algo raro de acontecer);
  • O jogo tem foco apenas no personagem, em mais nada;
  • Nem mesmo na história, que vira apenas uma desculpa para você matar todos em seu caminho;
  • Existem outros personagens da Marvel, porém eles não fazem absolutamente nada;
  • O jogo é fácil, mesmo nas maiores dificuldades;
  • Ele também é bem linear;
  • E não tem nenhum colecionável;
Então por que alguém compraria esse jogo? Simples: pela comédia.

O jogo em si não vale quase nada, mas o personagem faz valer a pena. Se concentre na diversão e em mais nada quando estiver jogando.

É isso.

OBS: O Deadpool é o meu personagem favorito, em toda e qualquer mídia.

"Se o meu tiro te acertou no peito me desculpe. Estava mirando na sua virilha"
Deadpool

sexta-feira, 5 de julho de 2013

THE SLENDER MAN

Postei uma creepypasta a pouco tempo, aqui vai outra:


Slender é um ser misterioso, pouco se sabe sobre esse ser. Aqui estão algumas (das poucas) informações:

  1. Ele tem membros extremamente grandes, alguns relatos dizem que eles podem se alargar ainda mais se for da necessidade do Slender.
  2. Mesmo sem ter um rosto, ele parece saber a exata localização de suas vítimas em qualquer momento.
  3. Veste um terno completo com uma gravata vermelha, sempre completamente limpos.
  4. Tem a capacidade de criar tentáculos a partir de seus dedos e costas.
  5. Aparentemente ele não caminha, apenas flutua, isso explica como ele pode manter o equilíbrio com tais membros.
  6. Em teoria ele tem apenas 2 tipos de vítimas, crianças e pessoas que ficam muito interessadas nele.
  7. Não se sabe o que ele faz com suas vítimas, já que nenhum corpo nunca é encontrado.
  8. Ele é um ser antigo, porém sua é idade desconhecida.
"Você pode correr e se esconder... mas não pode escapar do Slender..."
Eu

quinta-feira, 27 de junho de 2013

POKÉMON - ICE TYPE

Continuando a série:


OFENSIVA
Esse tipo não é muito usado pelo fato de não ter um poder ofensivo elevado em comparação a outros elementos, porém ele pode ser usado para eliminar um tipo pokémon que é geralmente muito poderoso e utilizado, o tipo dragão. Não digo que todos os pokémons de gelo tem um ataque baixo, acontece que a maioria deles tem grande potencial para serem contra-atacantes.

DEFENSIVA
Considerado por muitos o pior de todos os tipos na área defensiva. Ele só tem resistência a si mesmo e possui quatro fraquezas, sendo elas fogo, pedra, lutador e gelo. Basicamente... se o seu pokémon receber um ataque... ele vai perder grande parte da vida ou ser nocauteado instantaneamente...

ESTRATÉGIA
Use eles como contra-ataque, ter pelo menos um deles no time pode ser uma boa idéia, porém eu pessoalmente não os colocaria como algo principal no meu time, devido a facilidade de derrotar um. Mais uma vez só pra reforçar, dragões são fracos contra gelo, e eles são muito utilizados por seu alto poder, ter um pokémon de gelo no time pode servir como uma prevenção.

"Como o gelo frágil, a raiva desaparece com o tempo"
Ovid

sábado, 22 de junho de 2013

THE LAST OF US - REVIEW

Here we go!!!


Tudo bem, vou escrever de forma rápida e objetiva, apenas apresentando as mecânicas e elementos desse jogo sem comentar sobre a história.

GRÁFICOS = Em primeiro lugar vale ressaltar que já entramos em uma era onde o mínimo de poder gráfico é obrigatório, então comentar sobre "os magníficos gráficos do jogo X são os melhores de todos os tempos" está fora de questão. Claro que existem games com gráficos melhores ou piores, mas um mínimo de competência é sempre esperado, The Last of Us é um dos jogos que está acima da média no quesito "aparência", porém não se pode fazer toda uma festa assim que um jogo mostra gráficos bons.

SOM = Os efeitos sonoros já é outra coisa, poucos jogos tem músicas e efeitos que são realmente de qualidade. Vou dar 2 exemplos:

- Metal Gear Rising tem uma música épica que transforma todas as lutas, mesmo as menores sem muita importância, em batalhas épicas e com o sentimento de serem decisivas.

- O Call of Duty tem grandes efeitos sonoros, se você jogar ele por tempo o suficiente pode até reconhecer armas apenas por ouvir seus tiros.

The Last of Us fica só tem a segunda categoria como ponto forte, claro que tem músicas boas, mas o que vale a pena destacar são os efeitos sonoros. Os tiros das armas são diferentes de outros shooters, nesse você realmente percebe que está atirando uma arma de verdade, já ouviram um tiro real de perto? de um revolver ou um rifle? É alto... muito alto, e o jogo mostra isso, tive que abaixar o volume da TV várias vezes, isso condiz com a realidade, você pode ficar surdo com o tempo devido ao som extremamente alto gerado pelas armas.

INIMIGOS = Temos dois tipos:

- Os zumbis (sim eu sei, eles se chamam de "infectados", mas eu chamo de zumbis e acho incrível que nenhum dos personagens do jogo também não os chama do mesmo) e existem em 4 formas. O que eu mais gostei é que eles não são "especiais", eles não sofrem nenhum tipo de mutação como outros jogos, eles apenas envelhecem... e a cada pouco ficam mais fortes, porém são basicamente os mesmos seres de primeiro estágio, mantendo suas características originais e evoluindo ao mesmo tempo. O primeiro estágio é o de zumbi genérico; o segundo deixa eles mais rápidos e espertos, eles aprenderam a se esconder e preparar emboscadas, aparentemente tentam ficar escondidos até poderem evoluir; no terceiro nível eles perdem a visão e começam a usar ecolocalização, como os morcegos, são muito mais fortes e resistentes que os estágios anteriores; no quarto e último nível eles viram tanques, destruindo tudo que veem pela frente e possuindo uma armadura feita de material biológico que adquiriram ao passar dos anos.

- E tem os humanos, que na minha sincera opinião são burros. O único real problema desse jogo é a inteligência artificial, com os zumbis você até nota um bug ocasionalmente, mas nada grande... o problema são os humanos. Acredito que os desenvolvedores imaginavam que os companheiros do personagem principal poderiam estragar todo um plano se fosse vistos, por isso eles aparentemente são invisíveis a todos os inimigos. Múltiplas vezes meus aliados estavam NA FRENTE de oponentes e... não eram nem notados... E os seus adversários parecem não ter visão muito boa... o cano da sua arma pode estar saindo da cobertura e eles não vão nem perceber...

ITENS = Temos três ferramentas de sobrevivência: a criação de itens utilizando elementos do cenário, o melhoramento das armas usando ferramentas e o uso de suplementos para melhorar o físico do personagem que você controla.

- Criação: você poderá encontrar ao longo de sua jornada vários itens que são aparentemente inúteis, porém com o conhecimento de como junta-los é possível criar várias itens para ajudar em sua sobrevivência. Você dificilmente irá encontrar um tubo de álcool cheio, mas com o tempo você poderá encontrar mais álcool e juntando com o que você tinha anteriormente é possível completar o tubo, esse é o conceito básico da procura de itens no jogo. Juntando um tubo de álcool e um pouco de pano limpo você pode se enfaixar para se recuperar de ferimentos, com explosivos e lâminas é possível fazer uma bomba, o sistema de criação é basicamente juntar dois itens em um... me lembra muito Dead Rising...

- Upgrade de armas: com o tempo você pode achar ferramentas e partes de máquinas, se você tiver ferramentas e partes suficiente você pode melhorar suas armas. Os upgrades são coisas básicos como melhorar a mira e aumentar o número de balas que a arma tem no pente, nada fora do comum que você não tenha visto em outros games.

- Suplementos: de alguma forma é possível juntar várias drogas aleatórias para formar uma nova que aumenta sua vida máxima, ou que melhore sua mira... não façam isso em casa crianças... misturas remédios não te deixa mais forte... é mais provável que você morra...

FIM = Sem querer ser chato nem nada... gostei muito do jogo... mas não é um jogo perfeito. Eu sempre olho pra jogos que recebem notas 10/10 com certa insegurança, afinal, como um jogo pode ter tido uma nota perfeita em todos os lugares? Sim o jogo é bom e considero uma compra válida... só lembrem que nem todo um jogo não tem como ser "simplesmente perfeito"...

8,5/10 na minha opinião, já que a inteligência artificial é baixa (sério, prestem mais atenção na maneira que ambos inimigos e aliados se comportam) e também acho que a criação de itens poderia ser muito mais aprofundada.

"Vejo agora que as circunstâncias do nascimento de alguém são irrelevantes, é o que você faz com o dom da vida que determina quem você é"
Mewtwo

quarta-feira, 19 de junho de 2013

ENQUETE ATRASADA

Depois de muito tempo, temos mais uma enquete:

- X-Box 1
- PS4
-Wii U

Qual sua escolha?

"Princípios são ok até certo ponto, mas princípios não fazem bem algum se você perder"
Dick Cheney

segunda-feira, 10 de junho de 2013

COD: GHOSTS - GAMEPLAY TRAILER

Teremos cachorros, e conhecendo CoD nos iremos ama-lo acima de tudo... daí ele morre...


Mas lembrando que a morte do cachorro é uma mera especulação (que tem grandes chances de virar verdade).

"Algo não é necessariamente verdade só porque alguém morreu por ela"
Oscar Wilde

sexta-feira, 31 de maio de 2013

JEFF THE KILLER

ALERTA, SE VOCÊ TEM PROBLEMAS CARDÍACOS NÃO LEIA ESSA POSTAGEM.

Só um aviso prévio, já que agora irei sair um pouco do foco de games e entrar no mundo das creepypastas.
Pra quem não sabe creepypastas são histórias de terror normalmente originadas na internet, entre elas podem se destacar o Slender e o Jeff.

Aqui está a história:


Jeff e sua família acabaram de se mudar para uma nova vizinhança. Seu pai ganhou uma promoção no trabalho, e eles achavam que seria melhor viver em uma dessas vizinhanças ‘requintadas’. Jeff e seu irmão, Liu, não podiam reclamar de uma casa nova e melhor. O que não tinha pra amar? Enquanto eles desempacotavam as coisas, uma vizinha foi conhecê-los.

Oi” ela disse, “Eu sou Bárbara, moro do outro lado da rua. Bem, eu só queria me apresentar pra vocês e meu filho também." Ela se virou e chamou seu filho. “Billy, esses são os nossos novos vizinhos.” Billy disse “oi”, e correu de volta para o pátio da casa onde voltou a brincar. 

Bem,” disse a mãe de Jeff, “Eu sou Margaret, esse é meu marido Peter, e meus dois filhos, Jeff e Liu.” Se conhecendo, Bárbara logo os convidou para o aniversário de seu filho. Jeff e Liu estavam prontos para rejeitar, quando a mãe deles disse que adorariam comparecer. Então quando eles terminaram de desempacotar as coisas, Jeff foi até sua mãe.

"Mãe, por que você aceitaria um convite de uma festinha? Não sei se você não notou, mas eu não sou mais uma criancinha.” 
Jeff, nós acabamos de nos mudar pra cá; devíamos mostrar que queremos passar um tempo com nossos vizinhos. Agora, vamos à festa, e ponto final.” Jeff começou a falar, mas parou logo em seguida, sabendo que não poderia fazer nada a respeito. Quando sua mãe dizia alguma coisa, era aquilo e fim de papo. Ele andou até seu novo quarto e desmoronou na cama. Sentou ali e ficou olhando para o teto quando, de repente, ele sentiu algo estranho. Não como uma dor, mas um sentimento estranho. Ele ignorou aquilo como apenas um sentimento qualquer, ouviu a mãe chamá-lo de baixo para pegar suas coisas e desceu.

No outro dia, Jeff desceu as escadas para tomar café da manhã e ir para escola. Quando se sentou para comer, teve o mesmo sentimento estranho do dia anterior. Só que agora mais forte. Ele teve uma pequena dor, como um puxão, mas ignorou mais uma vez. Assim que ele e o irmão terminaram o café, andaram para o ponto de ônibus. Sentaram-se lá, esperando o ônibus. Então, do nada, um garoto de skate pulou por cima deles, por apenas uns centímetros de suas cabeças. Os dois deram um salto, surpresos. “Mas que porra é essa?” 

A criança deu a volta foi até eles. Ele deu um pisão na ponta do skate, e pegou com a mão. O garoto parecia ter uns 12 anos; um ano mais novo que Jeff, vestia uma camiseta da Aeropostale e um jeans azul rasgado.

Ora, ora, ora. Parece que temos carne nova no pedaço." De repente, mais duas outras crianças apareceram. Um era super magro, e outro era enorme. “Bem, já que vocês são novos aqui, gostaríamos de nos apresentar; Aquele ali é o Keith” Jeff e Liu olharam para o magrinho. Ele tinha uma cara de paradão, que daria pra você um braço esquerdo se precisasse. “E o outro é o Troy” Eles olharam para o gordo. Era um rolha de poço. Aquela criança não devia ter se exercitado desde que começou a engatinhar. 
O garoto de skate disse “E eu, sou Randy. Agora, deixe-me explicar; para todas as crianças nesse bairro há um preço pequeno para a passagem de ônibus, se é que você me entende.” Liu se levantou, pronto pra socar o garoto até que se virasse do avesso, quando um dos amigos de Randy puxou uma faca e apontou pra ele “Tsc, tsc, tsc, eu pensei que vocês seriam mais cooperativos, mas parece que vamos precisar fazer do jeito mais difícil." O garoto foi até Liu, e tirou a carteira do bolso dele. Jeff teve aquele sentimento de novo. Agora estava realmente forte, uma sensação de queimação. Jeff se levantou, mas Liu pediu para que se sentasse de novo. Ele ignorou e andou em direção do garoto. 
"Ouça aqui, seu idiota, devolva a carteira do meu irmão ou…” Randy colocou a carteira no próprio bolso, e tirou sua faca. 
Ah, e o que você vai fazer?” Assim que ele terminou a frase, Jeff socou o garoto no nariz. Quando Randy tentou tocar o rosto, Jeff segurou seu pulso e o quebrou. Randy gritou e Jeff pegou a faca de sua mão. Troy e Keith correram para pegar Jeff, mas ele era muito rápido. Ele jogou Randy no chão. Keith tentou atacá-lo, mas Jeff se abaixou e apunhalou a faca em seu braço. Keith deixou a faca cair, e caiu logo em seguida no chão gritando. Troy também tentou atacá-lo, mas Jeff nem precisou da faca, socou Troy diretamente no estômago, e Troy caiu de joelhos, e quando caiu, vomitou tudo no chão. Liu não conseguiu fazer nada, além de olhar admiradamente para seu irmão. 
Jeff, como você.. ?” Isso foi tudo que disse. Eles viram o ônibus vindo, e sabiam que seriam culpados por tudo aquilo. Então, começaram a correr o mais rápido que puderam.

Enquanto corriam, olharam pra trás e viram o motorista do ônibus correndo para Randy e os outros. Eles correram até a escola, sem se atrever a contar qualquer coisa sobre aquilo. Apenas se sentaram e assistiram as aulas. Liu achava que tinha sido apenas seu irmão batendo em algumas crianças, mas Jeff sabia que era algo a mais. E era algo, algo assustador. Quando tinha aquele sentimento e via o quão poderoso era, a única coisa que desejava era machucar alguém. Ele não gostava como isso soava, mas não conseguia deter-se de se sentir feliz. Sentiu o sentimento estranho sumindo e não voltou pelo resto do dia na escola. Mesmo quando caminhava para casa devido à coisa toda, perto do ponto de ônibus e como agora provavelmente não pegaria mais o ônibus, sentiu-se feliz. Quando voltaram pra casa, seus pais perguntaram como tinha sido o dia deles, e ele disse com uma voz meio sinistra “Foi um ótimo dia”.

Na manhã seguinte, ouviu alguém batendo na porta da frente. Desceu as escadas e encontrou dois policiais na porta, com sua mãe olhando pra ele muito zangada. 
Jeff, esses policiais estão me dizendo que você atacou três crianças. E que não foi uma briga normal, que eles foram esfaqueados. Esfaqueados, filho!” Jeff olhou para o chão, mostrando para sua mãe que era verdade.

"Mãe, eles tinham facas e apontaram para Liu e para mim.

Filho,” disse um dos policiais, "Nós encontramos três crianças, duas esfaqueadas, outra com uma contusão no estômago e temos testemunhas de que você estava na cena. Agora, o que você tem para nos contar?” Jeff sabia que era inútil. Poderia dizer que ele e Liu tinham sido atacados, mas não havia provas de que não tinham sido eles que atacaram primeiro, não poderiam dizer que não estavam fugindo, porque verdade seja dita, estavam. Então Jeff e Liu não poderiam defender-se.

Filho, chame seu irmão." Jeff não poderia fazer isso, sabendo que só ele tinha batido nos garotos. 
Senhor, fui eu. Eu quem bati nos garotos. Liu tentou me segurar, mas não conseguiu me parar.” O policial olhou para seu parceiro e os dois acenaram com a cabeça. 
Olha garoto, isso será um ano no Centro de Detenção Juvenil…” 
Espere!” falou Liu. Todos olharam para o topo da escada, para vê-lo segurando uma faca. Os policiais pegaram suas armas e apontaram para Liu. 
Fui eu, eu bati neles. Tenho as marcas pra provar.” Ele levantou as mangas para revelar cortes e contusões, como se estivesse em uma luta. 
Filho, coloque a faca no chão," disse o policial. Liu afrouxou os dedos e deixou-a cair no chão. Colocou as mãos para cima e andou até os policiais.

"Não Liu! Fui eu, eu que fiz isso!” Jeff falou, com lágrimas escorrendo pelo seu rosto. “Ah, pobre irmãozinho, tentando pegar a culpa pelo que eu fiz. Bem, me levem embora.” O policial levou Liu até a viatura. 
Liu, fale pra eles que fui eu! Fale! Fui eu quem bateu naqueles garotos!” A mãe de Jeff colocou a mão no ombro dele. “Por favor, Jeff, você não tem que mentir. Nós sabemos que foi Liu, você não pode impedir. Não faça isso ser mais difícil que já está sendo.” Jeff ficou olhando sem poder fazer nada, enquanto o carro saía velozmente com Liu dentro. Alguns minutos depois, o pai deles estacionou na frente de casa, e vendo o rosto de Jeff, sabia que algo estava errado. 
Filho, o que houve?” Jeff não podia responder. Suas cordas vocais estavam tensas de tanto chorar. Em vez disso, a mãe de Jeff andou até seu pai para dar a má notícia à ele, enquanto Jeff chorava na garagem.

Depois de uma hora, Jeff voltou para casa, viu que seus pais estavam ambos chocados, tristes e decepcionados. Ele não podia olhar para eles, não podia ver que eles achavam que a culpa era de Liu. Foi dormir, tentando fazer com que a coisa toda saísse de sua mente. Dois dias se passaram, sem notícias de Liu da prisão. Não havia amigos para sair. Nada além de tristeza e culpa. Isso até sábado, quando Jeff foi acordado por sua mãe, com um rosto feliz.

"É hoje, Jeff.” disse enquanto abriu as cortinas e deixando uma inundação de luz no quarto de Jeff. 
O que é hoje?” Jeff perguntou, ainda meio dormindo. 
Ora, é a festa de Billy.” Jeff estava agora totalmente desperto. 
"Mãe, você está brincando, né? Você não espera que eu vá para a festa de alguma criança depois…” Houve uma longa pausa. 
Jeff, nós dois sabemos o que aconteceu, acho que esta festa pode ser a coisa que vai iluminar os dias passados. Agora, vá se vestir.

A mãe de Jeff saiu do quarto e foi se preparar. Jeff lutou para se levantar.

Pegou uma camisa qualquer, uma calça jeans e desceu escadas. Viu o pai e a mãe, bem vestidos, sua mãe em um vestido e seu pai em um terno. E pensou: “por que eles sempre usam essas roupas extravagantes para uma festa de criança?"

Filho, isso é tudo que você vai vestir?” disse a mãe de Jeff. 
Melhor do que usar algo exagerado.”, disse. Sua mãe escondeu a vontade de gritar e escondeu-a com um sorriso. 
Mas Jeff, você poderia se vestir melhor, se quiser causar uma boa impressão", disse o pai. Jeff grunhiu e voltou para seu quarto. 
Eu não tenho roupas extravagantes!” ele gritou ao subir as escadas. 
Basta pegar alguma coisa.” disse sua mãe, olhou ao redor em seu armário para o que chamava de fantasia. Encontrou um par de calças pretas, que tinha para ocasiões especiais, e uma camiseta, não conseguia encontrar uma camisa para sair. Olhou em volta e só encontra camisas listradas e padronizadas. Nenhuma que combinasse com a calça. Finalmente, encontrou um moletom branco, jogado em uma cadeira e vestiu. 

"Você vai assim?” ambos disseram. Sua mãe olhou para o relógio. “Oooh, não há tempo para mudar. Vamos embora.”, disse enquanto puxava Jeff e seu pai para fora.

Atravessaram a rua até a casa de Bárbara e Billy. Bateram na porta e encontraram Bárbara que, assim como seus pais, estava extravagantemente vestida. Enquanto eles caminhavam para dentro da casa, Jeff só via adultos, não crianças. 
As crianças estão lá fora, no quintal. Jeff, que tal você ir conhecer as crianças?" disse Bárbara. 
Jeff saiu para o jardim que estava cheio de crianças. Elas estavam correndo em trajes estranhos de vaqueiros e atirando um no outro com armas de plástico. De repente, um garoto veio até ele e lhe entregou uma arma de brinquedo e um chapéu.

Hey. Quer brincar?”, disse. 
Aah, não mesmo. Eu sou muito velho para essas coisas.” O garoto olhou para ele com aquela cara de cachorro pidão. 
"Por favor?" disse o menino. “Tudo bem”, disse Jeff. E colocou o chapéu e começou a fingir atirar nas crianças. A princípio, pensou que era uma ideia totalmente ridícula, mas depois começou a realmente se divertir. Pode não ter sido super legal, mas foi a primeira vez que havia feito algo que tirou seus pensamentos de Liu.

Assim, brincava com as crianças por um tempo, até que ouviu um barulho. Um barulho estranho de rolamento. Então algo bate nele. Randy, Troy, e Keith pulando a cerca assim como seus skates. Jeff deixou cair a arma falsa e arrancou o chapéu. Randy olhou para Jeff com um ódio ardente. 

"Olá? Jeff?”, disse. "Nós temos alguns negócios inacabados”. Jeff viu seu nariz machucado. “Eu acho que estamos quites. Eu te dei uma surra e você enviou o Liu para o centro de detenção." Jeff falou enraivecido. Randy tinha fúria nos olhos. “Oh não, eu não jogo para empatar, e sim para ganhar. Você pode ter acabado com a gente no outro dia, mas não hoje.” Quando Randy falou, Jeff correu e Randy foi atrás dele. Ambos caíram no chão. Randy socou o nariz de Jeff, e Jeff agarrou-o pelas orelhas e deu uma cabeçada nele. Jeff empurrou Randy pra longe e ambos se levantaram. As crianças estavam gritando e os pais correndo para fora da casa. Troy e Keith puxaram armas de seus bolsos. 
"Ninguém se mexe ou tripas vão voar!” eles disseram. Randy puxou uma faca e apunhalou o ombro de Jeff.

Jeff gritou e caiu de joelhos. Randy começa a chutá-lo no rosto. Depois de três chutes, Jeff pega o pé de Randy e torce-o, fazendo com que Randy caia no chão. Jeff se levantou e correu em direção a porta dos fundos. Porém, Troy agarrou-o. 
Precisa de ajuda?” Ele pegou Jeff pelo colarinho e jogou-o de volta pro pátio através da porta. Enquanto Jeff tenta ficar de pé ele é chutado para o chão novamente. Randy começa a chutar repetidamente Jeff, até que ele começa a tossir sangue. 
Vamos Jeff, lute comigo!” Ele pega Jeff e atira-o para a cozinha. Randy vê uma garrafa de vodka em cima do balcão e esmaga o vidro sobre a cabeça de Jeff. “Lute!” Ele joga Jeff de volta para a sala de estar. 
Vamos Jeff, olhe para mim!” Jeff olha para cima, o rosto cheio de sangue. “Eu sou quem mandou seu irmão pro centro de detenção! E agora você só vai só sentar ai e deixá-lo apodrecer lá por um ano inteiro! Você deveria se envergonhar!” Jeff começa a se levantar.

Ah, finalmente! Levante e lute!” Jeff agora está de pé, sangue e vodka no rosto. Mais uma vez ele fica com aquela sensação estranha, aquela que ele já não sentia há algum tempo. “Finalmente. Ele está de pé!" Randy diz enquanto corre em direção a Jeff. É quando acontece. Algo dentro de Jeff se encaixa. Seu psicológico é destruído, todo o pensamento racional se foi, tudo o que ele pode fazer, é matar. Ele pega Randy derruba-o ao chão. Ele fica em cima dele e lhe dá um soco direto no peito onde fica o coração. O soco faz com que o coração de Randy pare. Enquanto Randy suspira. Jeff golpeia-o. Soco após soco, o sangue jorra do corpo de Randy, até que ele dá um último suspiro e morre.

Todo mundo está olhando para Jeff agora. Os pais, as crianças chorando, até Troy e Keith. Apesar de estarem assombrados, Troy e Keith apontam suas armas para Jeff. Jeff vê as armas apontadas para ele e corre para as escadas. Enquanto corre, Troy e Keith disparam fogo contra ele, todos os tiros perdido. Jeff sobe as escadas. Ele ouve Troy e Keith seguindo-o. Enquanto disparam suas últimas balas, Jeff entra no banheiro, pega o toalheiro e arranca da parede. Troy e Keith correm para o banheiro com as facas em punho preparadas.

Troy move sua faca em direção a Jeff, que se afasta e bate com o toalheiro no rosto de Troy. Troy cai duro e agora tudo o que resta é Keith. Ele é mais ágil que Troy, e desvia quando Jeff tentava acerta-lo com o toalheiro. Ele larga a faca e pega Jeff pelo pescoço, empurrando-o contra a parede. Uma coisa como água sanitária que estava na prateleira caiu em cima dos dois. Ambos sentem a pele queimar e começaram a gritar. Jeff enxugou os olhos da melhor forma que pôde, e puxou o toalheiro, acertando direto na a cabeça de Keith. E antes que Keith sangrasse até a morte, deixou escapar um sorriso sinistro. 
O que há de tão engraçado?" Jeff perguntou. Keith pegou um isqueiro e ligou-o. “O que é engraçado?", disse, "é que você está coberto de água sanitária e álcool." Jeff arregalou os olhos ao ver Keith jogando o isqueiro nele. Assim que o isqueiro aceso fez contato com ele, as chamas iniciaram. Enquanto o álcool o queimava, a água sanitária branqueava sua pele. Jeff gritava terrivelmente enquanto ardia em fogo. Ele tentou rolar para fora do fogo, mas não adiantava, o álcool tinha feito dele um inferno ambulante. Ele correu pelo corredor, e caiu das escadas. Todos começaram a gritar quando viram Jeff, agora uma tocha-humana, cair no chão, quase morto. A última coisa que Jeff viu foi sua mãe e os outros pais que tentavam apagar as chamas. Foi quando ele desmaiou.

Quando Jeff acordou tinha um molde de gesso envolvido em torno de seu rosto. Ele não conseguia ver nada, mas sentiu um molde em seu ombro, e pontos por todo seu corpo. Tentou se levantar, mas ele percebeu que havia alguns tubos em seu braço, e quando ele tentou levantar-se ele caiu, e uma enfermeira correu para ajudá-lo. 

Eu não acho que você pode sair da cama ainda.” ela disse, enquanto colocava-o de volta em sua cama e reinserido o cateter em seu braço. Jeff sentou-se ali, sem-nenhuma visão, nenhuma ideia do que estava ao seu redor. Finalmente, depois de horas, ele ouviu sua mãe. “Querido, você está bem?”, perguntou ela. Jeff não poderia responder, pois seu rosto estava coberto por gesso. “Oh querido, eu tenho grande notícia. Depois que todas as testemunhas disseram à polícia que Randy tinha atacado você, eles decidiram soltar o Liu.” 
Isso fez com que Jeff quase pulasse, parando, lembrando-se do tubo sair do seu braço. “Ele estará fora amanhã, e então você dois poderão estar juntos de novo”. A mãe do Jeff abraça-o e se despede.

As semanas seguintes foram formadas apenas onde Jeff era visitado pela sua família. Até o dia onde os seus curativos deveriam ser retiradas. Sua família estava lá para vê-lo, como estaria agora sua aparência. Quando os médicos desembrulharam as ataduras do rosto do Jeff todos estavam na ponta das cadeiras. Eles esperaram até o último curativo sobre o rosto de Jeff serem removidos. 
Vamos esperar o melhor,” disse o médico. Ele rapidamente puxa o último pano, deixando agora o rosto de Jeff amostra. A mãe de Jeff grita ao ver seu rosto, Liu e o pai de Jeff olham horrorizados para ele.

 “O quê? O que aconteceu com meu rosto?” Jeff disse. 

Ele se levanta rapidamente, ignorando a tontura, e corre para o banheiro. Ele olhou no espelho e viu a causa da aflição de todos. Sua cara. Era… Era simplesmente horrível. Seus lábios foram queimados a um profundo tom de vermelho. Seu rosto se transformou em uma cor branca pura, e seu cabelo chamuscaram de marrom a preto. Ele lentamente colocou a mão em seu rosto. Era como se encostasse em couro agora. Ele olhou de volta para sua família depois de volta para o espelho. 
Até que Liu, tentando amenizar a situação fala "Não é assim tão ruim….

"Não é tão ruim!?”, disse Jeff, "é perfeito!” Sua família toda ficou surpreendida. Jeff começou a rir incontrolavelmente seus pais percebendo que seu olho esquerdo e a mão tremiam. 
Umm… Jeff, você está bem?” 
Bem? Eu nunca me senti mais feliz! Ha ha ha ha ha haaaaaa, olhe para mim. Esse cara caí perfeitamente comigo!” Ele não conseguia parar de rir. Ele acariciou seu rosto sentindo-o. Olhando no espelho. O que causou isso? Bem, você deve se lembrar que quando Jeff estava lutando Randy algo em sua mente, sua sanidade, estalou. E desta vez tinha sido permanente. Agora ele foi deixado como uma máquina descontrolada de matar, e seus pais não tinham noção disso. 
Doutor”, disse a mãe de Jeff, “Meu filho...é, você sabe.. Está bem? Na cabeça?
“Sim, este comportamento é típico para os pacientes que tomam muitas grandes quantidades de analgésicos. Se seu comportamento não mudar em poucas semanas, traga-o de volta aqui, e nós vamos dar-lhe um teste psicológico.
Ah, claro. Obrigada doutor.” A mãe de Jeff até ele. “Jeff, querido. É hora de ir.” 
Jeff olha de longe o espelho, seu rosto ainda formando um sorriso louco. “Tudo bem, mamãe. Ha ha haaaaaahahaaaaa!” sua mãe segurou-o pelos ombros e o levou para pegar suas roupas. 
Isto é o que veio”, disse a moça no balcão. A mãe de Jeff olhou para baixo para ver as calças pretas e o moletom branco seu filho usara no dia da festa. Agora eles estavam limpos do sangue e costuradas. A mãe de Jeff levou-o para seu quarto e fez com que ele colocasse sua roupa. Então eles deixaram, não sabendo que este era seu último dia de vida.

Mais tarde naquela noite, a mãe de Jeff acordou com um som vindo do banheiro. Soou como se alguém estivesse chorando. Ela lentamente caminhou para ver o que era. Quando ela olhou para o banheiro ela viu uma visão horrenda. Jeff tinha pego uma faca e esculpido um sorriso em seu rosto. 

Jeff, o que você está fazendo?”, perguntou sua mãe. Jeff olhou para eles. “Eu não conseguia me manter sorrindo mamãe. Doeu depois de algum tempo. Agora, eu posso sorrir para sempre.” A Mãe de Jeff percebeu seus olhos, anelados em preto. “Jeff, os seus olhos!” Os seus olhos aparentemente nunca fechavam.

Eu não podia ver meu rosto. Eu comecei a ficar cansado e meus olhos começaram a fechar. Eu queimei as pálpebras para então me ver pra sempre; este meu novo rosto”. A mãe do Jeff lentamente começou a se afastar, vendo que seu filho estava totalmente louco. “O que há de errado mamãe? Eu não sou bonito?” 
Sim filho,” ela disse, “Sim, você é. lindo… Deixe eu ir chamar o papai, para que ele possa ver seu lindo rosto.” Ela correu para o quarto e sacudiu o pai de Jeff do seu sono. “Querido, pegue a arma, nós..." Ela parou quando viu Jeff na porta, segurando uma faca. 

"Mamãe, você mentiu.” Foi a última coisa que os dois ouviram enquanto Jeff corria na direção deles com a faca, esfaqueando ambos. 
Seu irmão Liu acordou, assustado com algum ruído. Ele não ouviu mais nada, então ele apenas fechou os olhos e tentou voltar a dormir. Enquanto ele estava na fronteira do sono, ele teve a sensação estranha de que alguém o estava observando. 

Ele olhou para cima, antes que a mão de Jeff cobrisse sua a boca. Lentamente, ele ergueu a faca pronta para mergulhá-la em Liu. Liu debateu-se tentando escapar de Jeff.

"Shhhhhhh, vá dormir".

"Um amigo que morre é também uma parte de você que morre"
Gustave Flaubert

segunda-feira, 20 de maio de 2013

POKÉMON - ELECTRIC TYPE

Boa noite/dia (dependendo da hora que você ler isso).


OFENSIVA
Apesar de não ter nenhum ataque que cause um dano alto eles possuem uma velocidade e ataque altos. Eles só tem vantagem contra água e voador, PORÉM eles não tem desvantagens contra qualquer outro tipo COM A EXCEÇÃO DE: terra... que é imune a seus ataques. Podendo causar paralisia e diminuir alguns dos status do oponente ele tem um grande valor na ofensiva, fora contra inimigos tipo terra...

DEFENSIVA
Seu único grande problema é com os tipo terra, poucos pokémons elétricos tem ataques que sejam efetivos contra terra, diminuindo ainda mais suas chances de vitória. É por isso que ter outro pokémon tipo voador ou que tem a habilidade de levitar pode ser muito útil, ataques tipo terra não afetarão esses pokémons, se você trocar seu aliado elétrico por outro voador ou que levita você poderá tirar o seu pokémon do perigo e trazer outro sem que o mesmo tome qualquer dano.

ESTRATÉGIA
Use o movimento Thunder Wave, ele irá deixar o inimigo paralisado e com severa perda de velocidade, após isso você pode usar da alta velocidade e ataque de seu pokémon para eliminar o oponente, sempre lembrando que você pode usar certos movimentos para aumentar ainda mais seu poder.

"O jeito mais comum das pessoas desistirem de seu poder é pensando que não se tem nenhum"
Alice Walker

segunda-feira, 6 de maio de 2013

GTA V - TRAILER

Percebi que não tinha postado nada do novo GTA, então agora vou falar um pouco sobre os personagens:


MICHAEL
Um homem rico, casado e com filhos... mas também com um vício para o caos. Seu desejo por algo mais em sua vida calma é o que move ele para cometer roubos e assassinatos, porém esse desejo poderá se tornar sua morte...

FRANKLIN
Sua história lembra a do CJ, um homem com grande potencial, mas preso em um território dominado por gangues. Enquanto luta por sua sobrevivência ele também tenta sair dessa vida procurando uma melhor.

TREVOR
Um psicopata... não acho que preciso explicar muito mais...

"Eu não sou maluco. Eu prefiro o termo psicopata"
Desconhecido

quinta-feira, 2 de maio de 2013

CALL OF DUTY: GHOSTS - TRAILER

E já temos mais um CoD, sem muitas informações como sempre:


Não vou especular nada, apenas esperem por novas informações oficiais sobre o jogo.

"As estatísticas sobre a sanidade mostram que uma a cada quatro pessoas tem doenças mentais. Olhe para seus três melhores amigos. Se eles estão bem então o problema é com você"
Rita Mae Brown

terça-feira, 23 de abril de 2013

POKÉMON - GHOST TYPE

As pessoas parecem estar gostando dessa série, então pretendo fazer ela com mais frequência :)


OFENSIVA
No geral todos os movimentos tipo fantasma poderão causar uma boa quantidade de dano, porém os fantasmas se concentram em causar dano de outras formas. A grande maioria dos movimentos irão causar um efeito especial no oponente, podendo paralisar, queimar, confundir ou meramente diminuir a defesa do pokémon. Procure usar desses efeitos especiais para eliminar o inimigo mais facilmente.

DEFENSIVA
Tendo apenas a si mesmo e o elemento trevas como fraqueza e sendo imune aos tipos normal e lutador os fantasmas podem funcionar contra qualquer oponente sem muita preocupação com desvantagens, apesar de terem poucas vantagens eles podem eliminar um tipo psíquico facilmente. Procure se manter na defensiva, a maioria dos pokémons fantasmas não tem muita velocidade porém tem um ataque e defesa consideráveis que permitem fazem estrago em poucas rodadas.

ESTRATÉGIA
Basicamente é usufruir (que palavra legal) dos efeitos especiais dos movimentos, aproveitar ao máximo suas vantagens e tentar causar o maior dano possível por ataque. Com poucas fraquezas e bons ataques os fantasmas podem trazer uma boa adição para um time, já que eles podem enfrentar sem medo qualquer oponente... e na verdade causar o medo em qualquer oponente.

"As casas não são assombradas, nós somos, independente da arquitetura que nos cerca. Nossos fantasmas irão continuar conosco até que nós mesmos nos tornemos fantasmas"
Dean Koontz

quarta-feira, 17 de abril de 2013

THE ELDER SCROLLS ONLINE - GAMEPLAY TRAILER

Trailer:

Quero muito jogar... ele já tinha que ter sido lançado... eu não quero ter que esperar até o fim do ano pra jogar...

"Os jogos só tem um problema: bem o que você quer jogar vai demorar pra lançar"
Pedro Henrique Bodanese Toledo

quarta-feira, 10 de abril de 2013

POKÉMON - WATER TYPE

Eu quase que me esqueci dessa série de postagens...


OFENSIVA
No ataque o tipo água tem vários ataques que podem dar um alto dano, combinado com suas diversas vantagens contra outros tipo e poucas desvantagens ter pelo menos um movimento de água em um pokémon pode ser de grande utilidade. Já que praticamente todos os pokémons de água podem aprender movimentos de gelo você pode facilmente estar preparado para qualquer inimigo já que a combinação gelo e água impede que você enfrente um oponente resistente aos seus movimentos (exceto água em si).

DEFENSIVA
A grande maioria dos pokémons de água tem um alto nível de defesa e tem apenas duas fraquesas: grama e elétrico. Apesar do tipo grama ser pouco usado (e se você tiver um movimento tipo gelo pode eliminar a ameaça facilmente) o elétrico é bem comum e é a unica ameaça real contra seu pokémon aquático, ter um movimento tipo terra pode ser útil e alguns pokémons de água tem abilidades ou elementos secundários que podem dar resistência ou até anular ataques elétricos.

ESTRATÉGIA
Seus pokémons não terão uma velocidade alta, porém terão uma defesa alta. O importante é se concentrar em causar o máximo de dano possível em um ataque e tentar se manter na defensiva e resistir as ofensivas do oponente. Uma estratégia muito usada é o uso do movimento Rain Dance para criar uma chuva que aumenta os movimentos de água em 50%, esse aumento pode fazer com que os inimigos caiam em um ataque.

"Eu nunca bebo água por causa das coisas nojentas que os peixes fazem nela"
W. C. Fields

segunda-feira, 25 de março de 2013

GOD OF WAR: ASCENSION

Outro review :)


God of War: Ascension é o sexto jogo da série, ele mostra como Kratos quebrou seu elo com as Fúrias e também é o primeiro jogo da série a ter um modo multiplayer.

Se você jogou os outros GoWs você vai perceber que muita pouca coisa mudou... muito pouco... a maioria das animações são recicladas e os inimigos são basicamente os mesmos só que com roupas diferentes... é... não tem muita coisa nova.

E eu não estou mentindo (na verdade eu queria estar), os inimigos são os mesmos só com uma aparência diferente, e quando parecem ser novos você percebe que são novos modelos dos antigos (o Juggernaut é só um Minotauro maior, com 2 ataques novos e uma execução não muito diferente).

O multiplayer é o mais novo modo, entendo que é a primeira vez que a equipe de GoW trabalha com isso por isso entendo as falhas. Apesar de legal existem erros básicos que é impossível não perceber, como por exemplo as armas só terem 3 níveis (que em 10 partidas vpcê maximiza o poder) que aumentam apenas 1% do seu status, 1%... sério só 1%

Devo admitir que gostei do jogo, apesar da unica real inovação ser a adição do modo multiplayer que ainda tem muito a melhorar. Todos os aspectos do jogo são bons com a exceção de não ter quase nenhuma inovação.

"Se todos em Olimpo querem negar a minha vingança, todos em Olimpo vão morrer"
Kratos

quarta-feira, 20 de março de 2013

SAINTS ROW IV - TRAILER

Caso vocês não saibam, EU SOU UM GRANDE FÃ DE SAINTS ROW!!!!!!!

E agora... teremos o quarto...


"Não preciso de sentido, prefiro continuar sendo um maniaco do que ter uma vida triste"
Eu

sexta-feira, 15 de março de 2013

METAL GEAR RISING: REVENGEANCE - REVIEW

Oi :3

Tenho um review do Metal Gear Rising: Revengeance para vocês!!!!!

Bem, aqui temos algo que é desconectado a série original Metal Gear Solid. Em Revengeance temos uma história que foca no Raiden e não no Snake... bem o Snake nem chega a ser pelo menos mencionado no jogo...
O estilo do jogo é Hack 'n Slash (assim como God of War e Devil May Cry) e foca no combate direto ao invés do stealth. Durante o jogo você poderá obter novas armas e encontrará novos inimigos que irão requerer estratégias diferentes.
Um dos elementos mais importantes desse jogo é que você pode roubar a coluna vertebral (a série de ossos localizados nas suas costas que se quebrarem podem te matar instantaneamente) dos seus inimigos para recuperar sua própria energia.


Gráficos: 8 - Não deixa nada a desejar, mas também não foi nenhuma inovação.
Som: 10 - A música é épica, em cada um dos chefes tive a sensação de ser invencível, como se eu não pudesse falhar, como se naquela batalha eu estava destinado a vencer.
Personagens: 9 - Os personagens são como dois lados de uma moeda, em um temos personagens incríveis e memoráveis e no outro temos secundários inúteis. Eu estava em duvida entre 7~9 para essa nota, optei por 9 porque os personagens principais são tão impressionantes que mereciam a nota, se não fosse pelo grupo de inúteis sem história seria um 10.
História: 8 - Bem... a história é sim legal porém... parece que a série Rising não terá tanta atenção aos pontos da história como o Solid teve.
Inovação: 10 - O jogo como um todo traz algo inteiramente novo a série Metal Gear, muitos fãs haters reclamam que "O jogo não deveria ser considerado um Metal Gear" mas não se importem com eles, o jogo é excelente e vale a pena a compra.

"Matar é uma daquelas coisas que ficam mais fáceis a cada vez que você faz"
Solid Snake

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

DRAGONBORN, HEARTHFIRE E DAWNGUARD

Foi mal pessoas mas... eu estava nas minhas ultimas semanas de férias... acabei ficando com preguiça de postar qualquer coisa...

Tenho uma noticia para vocês, nos dias 12, 19 e 26 de fevereiro serão lançados os DLCs de Skyrim: Dragonborn, Hearthfire e Dawnguard respectivamente para PS3 (finalmente)!!!!

Aqui vai uma pequena análise de cada um:

DRAGONBORN

Em Dragonborn você ganha a liberdade de ir para uma nova ilha, Solstheim. Nela existem diversos novos aliados e inimigos, você também será forçado a enfrentar um dos mais poderosos seres que já existiram, o primeiro Dragonborn. Além disso você pode usar os Black Books para conseguir explorar a dimensão de Apocrypha e conseguir novas (e poderosas) habilidades.

HEARTHFIRE

Em Hearthfire você... tem a habilidade de criar a sua própria casa do zero... eeeeee...

DAWNGUARD

Aqui você pode virar um caçador de vampiros ou um lorde vampiro, nesse DLC são adicionadas as crossbows e uma nova (e épica) história. Se você for um lobisomem você agora pode ganhar level nos seus skill de lobo, agora se decidir virar um vampiro você ganha levels nas skill vampiras, ambos são balanceados e realmente dependem do seu estilo de jogo.

"Sou como um cubo mágico, existem milhares de maneiras de me decifrar mas só quem tem paciência consegue"
Enéas